Balões amarelos e faixas com mensagens positivas. Esses foram os instrumentos utilizados na caminhada do Setembro Amarelo que foi realizada na manhã desta terça-feira (17/09), pelo CAPS – Centro de Atenção Psicossocial, com o apoio da Secretaria de Saúde e Prefeitura Municipal de Itanhém.

A caminhada de conscientização teve como tema “a valorização da vida”. Os participantes percorreram o trajeto que saiu da Praça Castro Alves, passando por uma das principais avenidas da cidade e encerraram a ação na Praça Otávio Mangabeira.

“Setembro Amarelo”, é uma campanha nacional de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o intuito direto de alertar a população a respeito dessa realidade. A ação teve o objetivo de conscientizar, esclarecer dúvidas sobre o tema, auxiliar os profissionais como identificar sinais e intervir em casos de riscos de atos contra a própria vida, assim revertendo o aumento crescente da taxa de suicídio na sociedade.

A prefeita Zulma Pinheiro acompanhada do vice-prefeito, André Lisboa, da Secretária Municipal de Saúde, Renilda Sousa, da Secretária de Desenvolvimento Social, Lúcia Reis, do Presidente do Legislativo, Sasdelli Resende, do vereador Audrey Correia e demais autoridades de Itanhém, participaram da caminhada.

O evento contou com a participação especial de diversas entidades, que abraçam essa linda causa, como a Escola Municipal Marechal Costa e Silva, Colégio Municipal São Bernardo – Sistema CPM, o Colégio Estadual Polivalente, o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Departamento de Esportes, Projeto Club Resgate, Apae – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, Secretaria Municipal de Saúde, Mov Paz, alunos da Coopei e Instituto Kloss, Creas, Cras, Camerata do ABC do O e entidades religiosas.

A caminhada contou com a animação das bandas marciais do Colégio São Bernardo – Sistema CPM, do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e dos Desbravadores da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Todo o evento contou com o apoio da Polícia Militar e Samu.

Para dar abertura as falas, foi cantado o hino nacional brasileiro. O momento foi conduzido por Wilson Lemos que passou a palavra ao Psicólogo Rogério Barroso, que dando início as falas explicou sobre o surgimento da campanha, seu objetivo e o significado da cor amarela. Em tempo, se colocou à disposição de todos os que estiverem precisando de uma ajuda psicológica, desde uma simples ansiedade até algum transtorno mais severo.

 

Logo depois a Secretária Renilda Sousa em suas palavras emocionadas, deu o seu depoimento e contagiou a todos, “Não espere setembro para cuidar dos seus. Não espere acontecer na sua família. Procure ajudar e zelar por quem apresenta qualquer sinal de depressão. Procure o CAPS. Falou a secretária.

O Vice-prefeito André Lisboa falou da importância do evento. “É de suma necessidade buscarmos nos conscientizar por essa causa. Como membro do Mov Paz ressalto que a paz que buscamos não é só com o próximo ou com a natureza, mas também a paz interior, a paz com nós mesmos. Por isso, devemos ficar atentos quando essa paz interior é ameaça ou está em estado de angustia”, disse ele.

O presidente do Legislativo, Sasdelli Resende, ressaltou que a depressão não acontece de uma hora para outra, ela dá sinais, e devemos estar atentamos para observar esses sinais. Sasdelli também relembrou o quanto é importante cobrar políticas públicas que favoreçam a prevenção e o tratamento desses transtornos psicológicos, evitando assim os índices de atentados contra à vida.

A Prefeita Municipal Zulma Pinheiro Dos Santos Vaz, que sempre se faz presente nos eventos, agradeceu à presença de todos e parabenizou toda a equipe do CAPS pela organização do evento.

Em tempo, a prefeita enfatizou que essa luta e responsabilidade é de todos nós. Não podemos fechar os nossos olhos, é necessário ajudar quem passa por qualquer tipo de transtorno. Precisamos quebrar o tabu da palavra CAPS, e garantir a essas pessoas um tratamento digno e direcionado, através de profissionais competentes e humanizados.

A Enfermeira Coordenadora do CAPS, Adila Araújo Mendes, agradeceu o apoio de todos, principalmente da sua equipe. “Falar da valorização a vida, da prevenção do suicídio, é necessário, é urgente! Não espere um setembro amarelo para você falar o que sente, comece a soltar os seus sentimentos, fale, se expresse e você vai se sentir mais leve.” Disse a enfermeira.

Após as falas houve a apresentação de um coral formado pelos usuários do CAPS sob orientação dos músicos Diego Mendes e Nem Galego. A apresentação foi acompanhada pela Camerata do ABC do O, que embalou a todos ao som da música “é preciso saber viver”.

Em tempo, os alunos do curso de Técnico de Enfermagem pelo Instituto Kloss, montaram um stand, que durante o evento realizaram atendimentos de aferição de pressão e glicemia capilar.

Por fim, o evento em prol do Setembro Amarelo encerrou com um momento de confraternização, onde formando um círculo, usuários, profissionais e demais colaboradores soltaram no céu diversos balões amarelos que levavam a sigla CAPS. Enaltecendo que essas ações de valorização da vida ultrapassem as fronteiras e qualquer tipo de barreira. Unidos é que se pode lutar pela garantia da qualidade de vida e da saúde mental das pessoas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here