O agricultor itanheense, Valdez Nascimento Amorim, vem inovando em todo município com o sistema de agrofloresta, ensinando e aplicando em sua propriedade a técnica da agricultura sintrópica e, com ela, instiga outros produtores e consumidores a repensarem a sua relação com o ambiente.

Em sua propriedade de sete hectares, Valdez consegue produzir laranja, limão, abacate, manga, pitanga, cupuaçu, goiaba, acerola, banana e árvores da Mata Atlântica, tudo em harmonia com a natureza e seus ciclos devolvendo ao solo aquilo que produz.

“Já havia três nascentes na propriedade e eu queria implantar uma área de preservação para cuidar bem da natureza. Por isso, os sistemas agroflorestais e a produção orgânica vieram bem a calhar e com a parceria de Hudson do viveiro anauá e a capacitação na Fazenda da Toca que conseguimos a implantação do projeto”, disse Valdez.Toda produção é orgânica e não leva nenhum tipo de agrotóxico. É utilizado esterco, palha, folhas e adubo orgânico. Em plantio associado com árvores da Mata Atlântica, pelo sistema conhecido como agroflorestal. As mudas seguem o ciclo e cada planta só dá fruto na época ditada pela natureza. Para manter o solo úmido, é utilizada cobertura de folhas e material decomposto.

A secretaria de Agropecuária e Abastecimento de Itanhém é parceira deste e demais projetos de sustentabilidade no município, atuando no fornecimento de mudas e assessoria técnica que visam o fortalecimento da agricultura em sintonia com a preservação ambiental.

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here