A Secretaria de Desenvolvimento Social, através do CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social realizou na manhã desta sexta-feira (17/05), uma panfletagem de conscientização em prol do Combate à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, que é celebrado no dia 18 de maio.

A ação foi realizada na Praça da Rodoviária de Itanhém e contou com a presença da equipe que compõe o CREAS, CRAS e Secretaria de Desenvolvimento Social, bem como do Conselho Tutelar e Polícia Militar.

A panfletagem teve o intuito de mobilizar e sensibilizar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos das crianças e adolescentes e assumir o compromisso no enfrentamento da violência sexual, promovendo e se responsabilizando para com o desenvolvimento da sexualidade de crianças e adolescentes de forma digna, saudável e protegida.

De acordo com a coordenadora do CREAS, Mary Carla Ferraz, foram distribuídos diversos panfletos educativos, explicando o que é a violência e exploração sexual, as formas e como estas violências podem ocorrer.

“A violência sexual é uma das demandas que atendemos no centro. É necessária uma divulgação constante dos nossos serviços para que possamos encorajar a denúncia contra o agressor, que muitas vezes, é vizinho, amigo ou membro da família, para que seja penalizado e não volte a cometer o crime”, declarou Mary Carla.

Ainda segundo a Coordenadora do CREAS, o local escolhido para a panfletagem foi estratégico, pois é um local com muita aglomeração de pessoas, inclusive até de outros municípios.

A Secretária de Desenvolvimento Social, Lúcia Reis, estava presente durante toda a ação e ressaltou a importância de todos lutarem por essa causa que visa à proteção das nossas crianças e adolescentes.

“O abuso é uma violação que ocorre e muitas vezes, fica oculto, pois as vítimas ou familiares não sabem como denunciar. O objetivo é mobilizar a sociedade para que fique claro como proceder em casos de violência ou abuso contra a criança e o adolescente”, disse a secretária.

Além da distribuição de panfletos, foram expostos diversos cartazes com mensagens de combate à exploração sexual e como realizar a denúncia.

Os trabalhos do CREAS vão desde a averiguação das denúncias, até o acompanhamento de toda família em que a criança ou adolescente tenha sofrido abuso ou violência sexual. O município ainda conta com uma rede de atendimento especializado, composta pelo CREAS, CRAS, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Conselho Tutelar, Ministério Público e Polícia Civil.

Além do CREAS, a denúncia pode ser feita de forma anônima pelo serviço de ouvidoria do disque 100, que também tem a competência de receber, examinar e encaminhar denúncias e reclamações.

Sobre a campanha.

O dia 18 de maio foi instituído a partir da aprovação da Lei Federal nº 9.970/2000, como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual da Criança e do Adolescente. A data foi escolhida para lembrar o ‘Caso Araceli’, menina brasileira de oito anos que desapareceu em Vitória, no Espírito Santo, em 1973. Araceli Cabrera Sánchez Crespo  foi encontrada morta após ter sido drogada, espancada e violentada por jovens provenientes de famílias tradicionais da cidade, que jamais foram condenados, mesmo com fortes evidências de que não foi o primeiro crime deles. Posteriormente, a data da morte de Araceli foi transformada no Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes pelo Congresso Nacional.

A campanha “Faça Bonito” tem como símbolo uma flor amarela, que representa a lembrança dos desenhos da primeira infância e relaciona a delicadeza de uma flor com a vulnerabilidade de uma criança.

É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual. Denuncie!

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here